#34 Manual para o bom filme de game 10


Olá você! Todos sabemos que filmes de games são difíceis de engolir (salvo excessões), porém cansados de reclamar dos produtores diretores e afins Francisco Ramos (MrXcao) e Walisson (Chutabundas) convidam Melissa Andrade ,Crítica especializada e integrante do Zona E, para nos ajudar a encontrar soluções para os problemas desses filmes de videogame que nunca agradam seus fãs. Jogamos o Game Time e escutamos o CGHit e demos dicas estelares ao final desse podcast. Enjoy!

Links desse programa:

Siga a Melissa Andrade no Twitter @memellymel

Acesse o Mediageek.com.br

Série Clássica de Star Trek

 

Quer mandar um feedback?

contato@cgcorp.com.br

Entre no nosso grupo no Facebook https://www.facebook.com/groups/1767696730164510/

Acompanhe nossas transmissões no Twitch https://www.twitch.tv/cgcorp

Entre em contato também pelo WhatsApp: 19 99737-0206

Curta nossa página no Facebookhttps://www.facebook.com/cgcorpgames/

Nos siga no Twitter: https://twitter.com/CGCorpgames

Walisson no Twitter @CGCwalisson

Francisco Ramos no Twitter @MrXcao

Assine o nosso Feed http://feeds.feedburner.com/cgcorp

 

Arquivo ZIP


Deixe uma resposta

10 pensamentos em “#34 Manual para o bom filme de game

  • Tovar

    Primeiramente, parabéns pelo cast! Haha.

    O objetivo do meu comentário não é para apontar o dedo e falar que vcs erraram, são burros, ou qq coisa do tipo! Hahahaha. No entanto, eu me lembro da Angelina Jolie ser bem famosa na época! É que ser famoso ou não é algo muito pessoal, existem atores que eu conheço e que eu acho que são “famosos”, mas vocês, por exemplo, podem não conhecer e por conseguinte achar que não é famoso. Pois bem, eu já conhecia a Angelina Jolie pelo aclamado “Colecionador de Ossos”, um filme que eu particularmente gostei muito. Mas não sei se ela chegou a virar uma estrela Top do cinema, sabe? Para mim, ela era uma atriz bem conhecida na época, pois assisti esse filme e lembrava dela.

    Eu geralmente evito ver filmes de jogos no cinema, pois geralmente são filmes desprezíveis. Hahahahaha. O problema que eu vejo é que eles querem mudar a história para o cinema. Geralmente são diretores e produtores que nunca jogaram um game na vida e acham que podem opinar sobre qq coisa, sabe? Aí temos uma mila jovovich super poderosa, um mario fora do contexto do mario, um street fighter fora do contexto tb, enfim, é f***.

    Gostei muito do cast! hahahaha

  • O Catedratico (@Marlos_bm)

    Salve salve pessoas… Cheguei até voces pelo post no gupo podcast de games (eu acho). Prometi que iria ouvir e promessa é divida. E digo que curti muito o bate papo de vcs. Principalmente pela melissa. Sempre que falavam algo que eu não concordava, ela com muita propriedade me representava. Tambem sou podcaster de games, mas não estou aqui pra falar de mim. E sim para dar meus 2 dedos de contribuiçao para manter o assunto vivo.

    O filme do mario Bros de 93 é bem ruim mas se pensar-mos que naquela epoca, mesmo sendo comedia fantastica, ele tentou fazer um filme com realidades paralelas e conceitos fisicos relevantes, podemos dizer que foi até corajoso pra epoca. Uma vez que o publico não estava preparado para tanta viajem acida. Ate certo ponto tentou até ser fantastico realista e talvez até sombrio em certos momentos. Logico que diamante revestido com capa de merda não adianta. ok. mas foi corajoso pra época e tinha onceitos a frente do seu tempo. Conceitos usados hoje de forma mais avontade.

    Os filmes do Resident Evil são um caso a parte. O diretor Paul T. Anderson sabe fazer filmes de ação. E se pensar bem, ele sabe usar os conceitos de video game em todos os filmes. Sempre tem um mapa com um objetivo. Nos finais dos atos sempre tem uma grande ameaça como um Boss de faze. Heroina forte. E ação desenfreada com cortes de cena muito bem explicados. Não é surpresa o sucesso da franquia. Ele não tenta ser oque não é. Nesse ponto é bem honesto. Promete ação Alice dando piruetas, e Wesker sempre voltando sem perder o penteado nem o gel. Confesso que tenho dificuldades de ordenar os filmes na minha cabeça. Mas é isso ai mesmo. Não posso dizer que são otimos filmes, mas sinceramente eles nem tentam ser.

    Abraço a todos e parabens pelo cast.

    P.S.: desculpem os provaveis erros de grafia mas estou escrevendo as 3 da manha depois de beber um balde de cerveja artezanal. E dizem os entendidos que isso afeta a coordenação motol dkfj alskd.a.d.

    • Walisson Chutabundas

      O catedratico é um nome da hora! Bom seu comentário esta cheio de razão, ver o copo meio cheio hoje em dia é difícil e embora não tenhamos feito isso ao pensar em filmes mais antigos como Mario Bros. e Street Fighter eu faço agora com Assassin’s Creed, warcraft e Silent Hill entre outros da nova safra de filmes, os filmes mais modernos tem achado um meio termo e se encaixado corretamente na cultura pop. Esse cast foi mais uma cagação de regra divertida nossa, e a Melissa com seu extenso conhecimento dando toques especiais. Obrigado pelo comentário e bora beber cerveja!

  • Thiago Almeida

    Aeeee! Melissa representando dignamente o Zona E (diferente de uns e outros né? HAHAHA)

    Pô, vocês esqueceram de falar a regra fundamental: “Não coloquem o Uwe Boll como Diretor!”
    Fora isso, vale tudo! 😀

  • RAFAEL IANNACONI ANTONIO

    Formula para um filme de games.
    Pegue uma franquia violenta, e com alguma tematica, por exemplo red dead, coloque o Tarantino para dirigir e Voila, esta pronto.. rsrsrs